Java faz 20 anos !

Neste ano de 2015, Java faz 20 anos. No dia 23 de Maio de 1995, Marc Andreessen anunciou que o browser Netscape iria suportar a nova linguagem. Em 1996, o Java 1.0 foi liberado pela Sun. Lembro bem do meu primeiro contato com Java, neste mesmo ano de 1996. Naquela época, os sistemas desktop cliente-servidor eram dominantes. Quem queria fazer algo realmente legal usava as famigeradas MFC (Microsoft Foundation Classes), juntamente com C++. Esta combinação realmente limitava quem era capaz de desenvolver sistemas para Windows, visto que C++ não era para qualquer um (quem gosta de pointers e alocação de memoria?). Visual Basic e Delphi chegaram para tentar minimizar este problema, mas eram consideradas linguagens para nao-profissionais. Programador que era programador tinha que usar constructor e desctructor… O que nenhum dos defensores destas linguagens conseguiu prever e’ que nos anos seguintes aconteceria uma grande mudança de foco na natureza dos sistemas. Os sistemas desktop cliente-servidor dariam lugar a sistemas em rede, heterogêneos e distribuídos. E ai’ e’ que o Java deu show.

Criado inicialmente como uma linguagem para dispositivos digitais interconectados (a famosa “Internet das Coisas”) e chamada de “Oak”, Java foi idealizada para ser um C++ sem as barreiras de entrada que eram evidentes a quem queria ser produtivo. Com bastante ênfase em interconexão, Java foi o candidato ideal para a nova leva de aplicações que tanto precisavam desta funcionalidade.

A comunidade rapidamente abracou esta nova linguagem e não demorou para surgirem os componentes que suportariam o crescimento do ecossistema: servidores de aplicação, IDEs, drivers de todos os tipos. Hoje podemos escolher entre vários destes componentes para montar o nosso ambiente “ideal”, e isto mostra a robustez e maturidade desta plataforma.

Dentro da QAT Global, trabalhamos bastante com Java no desenvolvimento de sistemas para nossos parceiros. Nossas ferramentas de trabalho, incluindo Eclipse, Tomcat, Spring e MyBatis nos permitem criar soluções corporativas com qualidade e produtividade.

Java 8 chegou em 2014 com a adição de lambdas e com isto a porta da programação functional se abre. Esta tem sido a experiencia que temos tido com esta linguagem: suporte a coisas novas sem se esquecer da compatibilidade com o que já’ existe.

E ai’ volto a me ver em 1996, quando baixei o Java SDK. Demorei alguns dias para entender o que era aquilo, ate’ descobrir que tudo era orientado a linha de comandos e existia uma coisa chamada classpath…. A única coisa que consegui fazer rodar simplesmente escrevia ‘Hello World’ na tela. E’, estou mesmo ficando velho…